Pular para o conteúdo principal

Reserva de emergência

Boa noite leitores,

Primeiramente vamos entender o que é essa tal reserva de emergência, o próprio nome já diz, não é nada mais nada menos do que uma reserva financeira para momentos de emergência, mas entendam uma coisa, comprar roupas novas, pagar o IPVA, uma viagem de férias, esse tipo de coisa não é emergência, são situações que devem ser provisionadas (Link), vamos supor que você perdeu sua renda mensal (trabalho CLT, empreendimento, pensão, etc), essa reserva de emergência funcionará para cobrir suas despesas básicas até recuperar a renda, ou para um caso de doença, um roubo, enfim, situações inesperadas e que não tenham como prever.
Mas aí fica a dúvida, quanto tenho que ter nessa tal reserva de emergência?
Essa é uma questão particular, mas generalizando, costuma-se estimar em 6 vezes o seu custo básico mensal, caso seja trabalhador CLT (ou seja, uma renda "fixa") e em 12 vezes o seu custo básico mensal, caso seja autônomo (ou seja, renda "variável"), mas como disse, isso é genérico, cada um vai adaptar a sua condição, mas e aí? Como determinar o custo básico mensal?

Primeiro deve-se diferenciar o custo mensal de custo básico mensal, para a reserva, os gastos que entram são apenas aqueles essenciais, que não tem como fugir, tais como:

  • Água;
  • Luz;
  • Gás;
  • Supermercado;
  • Internet;
  • Celular.
Citei apenas alguns exemplos, cada qual sabe o que é essencial ou não.
Para alguns, isso aqui é mais do que essencial 😂😎
Já separou o que é essencial? Pelo amor de Deus, não se confunda, desejos não são emergências. Levantou o gasto mensal destes itens? Se sim, então mãos a obra, monte uma planilha no excel, escreva num papel de pão ou em um post it, não importa, o que precisamos é montar o seu custo básico mensal, eu sou viciado em excel, então montei uma pequena planilha, super simples que está logo abaixo:
Minha simulação pessoal para o caso de demissão 😱😢
Alguns irão achar este valor alto, outros baixo, enfim, foi como eu disse, isso é pessoal, cada qual sabe a sua necessidade. Então tenho em mãos este valor de R$ 1.350, seguem as 2 possibilidades:
  • Sou CLT
R$ 1.350 x 6 meses = R$ 8.100
  • Sou empresário
R$ 1.350 x 12 meses = R$ 16.200

Com estes valores em mente, é essa a reserva que preciso para me manter relativamente tranquilo frente as possíveis adversidades segundo diversas literaturas, teoricamente, após ter este valor em algum investimento de alta liquidez, ou seja, que você poderá resgatar rapidamente, você poderá começar a investir em outras modalidades de média e baixa liquidez, sugestões para guardar a reserva de emergência seria a tão aclamada poupança ou um CDB com liquidez diária.
Uma observação importante é que FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) não serve como reserva de emergência, você pode ser demitido por justa causa, a empresa pode não estar efetuando os depósitos corretamente (por isso é importante verificar o saldo com certa frequência) e o mais importante, dependendo da situação, você não terá liquidez para este dinheiro.
Um problema, nunca sobra dinheiro para criar minha reserva de emergência 😐
Será que isso está certo mesmo? A questão correta não é que está faltando dinheiro no final das contas para a reserva, mas sim, que você está com um padrão de vida que não condiz com sua condição financeira, isso faz sentido para você? Se faz, então está na hora de mudar as coisas, não acha? Essa questão vale um post inteiro, atualizarei aqui quando fizer um (minhas pautas estão só crescendo 😩), mas a principio, em resumo, concentre-se em diminuir os gastos e/ou em aumentar a renda.

E você pai, como fez sua reserva de emergência?

Bem, não fiz 😂😂😂 como já disse, cada caso é um caso, então eu decidi não fazer, embora essa reserva tenha me salvado em algumas ocasiões no passado, tenho alguns outros meios para compensar adversidades financeiras no momento, isso pode mudar futuramente, é claro, aí eu mudo minha estratégia, no momento estou focado em Fundos de Investimentos Imobiliários (FII), tenho consciência que com o mísero aporte que tenho e terei condições por um tempo, não é o melhor investimento, mas estipulei uma meta e irei cumprir, sei que as chances de darem certo no final são altas, então vamos em frente!

Comentários

  1. É essencial, primeira coisa que todo investidor deve ter.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Uorrem, a "fundação" para o investidor é ter aonde recorrer no caso de dar algo errado, assim pode-se investir com maior tranquilidade e conseguir melhores resultados!

      Abraços.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Análise pessoal FII – CPTS11

Bom dia,
Continuando minhas análises pessoais, veja aqui a referente ao FIGS11 (Link), resolvi compartilhar o que pesquisei sobre um outro fundo que se demonstrou muito interessante para a minha proposta de investimento a longo prazo, o código dele é CPTS11B, que embora tenha como público alvo o Investidor Qualificado e Profissional, qualquer um pode comprar (pelo menos foi essa informação que encontrei).
Dados básicos – Retirado do Informe mensal (Link), emitido em 14/09/2017 Nome do fundo: CAPITÂNIA SECURITIES II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO - FII CNPJ do Fundo: 18.979.895/0001-13 Quantidade de cotas emitidas: 1.000.000 Segmento de Atuação: Títulos e Valores Mobiliários Nome do Administrador: BNY MELLON SERVICOS FINANCEIROS DTVM S.A. CNPJ do Administrador: 02.201.501/0001-61 E-mail: bnymellon_cvm@bnymellon.com.br
Como pode ser verificado, 82,20% dos ativos geradores de renda estão alocados em CRIs, porém não consegui encontrar quais papéis de CRI este fundo tem na carteira, is…

Análise pessoal FII – FIGS11

Bom dia,

Como voltei ao mundo dos investimentos, vou começar pelos FIIs por alguns motivos: Facilidade na aquisição de cotas;Rendimento mensal (embora pelo valor que vou ter para investir, os rendimentos serão irrisórios);Isenção de IR nos rendimentos e de 20% apenas para os lucros totais;Gosto pessoal por esta modalidade.
Minha ideia para este tipo de postagem é de fazer algumas análises pessoais sobre fundos que me interessaram, nada muito aprofundado até porque estou iniciando, mas é importante destacar que não estou fazendo indicação de investimentos, estou apenas compartilhando as minhas escolhas pessoais para minha carteira.
Minha primeira escolha para análise foi o FIGS11, este é um fundo que ainda está em RMG (Renda Mínima Garantida), é do ramo de shoppings, sendo que um deles ainda está em fase de maturação em uma região que está crescendo e o valor da cota ainda está “acessível” com relação ao seu retorno.
Dados básicos:(Informe trimestral, emitido no dia 29/09/2017 - Link)


N…

O futuro do seu filho está nas suas mãos...

Filhos são uma benção, a minha está com 4 meses e não tenho dúvidas disso e, desde a notícia da gravidez, um pensamento não saía da minha cabeça... "o futuro dele(a) está nas nossas mãos...", muitas cifras subindo pela minha cabeça, mas algo eu tinha praticamente certeza, até a faculdade, seria cerca de 1 milhão!!! (Fonte de 2006), meu Deus, de onde tirarei isso?

O futuro que me refiro é uma boa qualidade de vida, acho que praticamente todo pai quer dar o melhor para seus herdeiros e eu não sou diferente disso, quero dar uma excelente educação, férias espetaculares em família, claro que não todo ano rs, conforto e boas experiências, não tenho intenção de torná-la uma mulher mimada, mas não medirei esforços para dar as melhores condições para ela e minha família.

Então nos conte seu plano pai!
O plano é o seguinte, da mesma forma que nós, pequenos investidores, trilhamos o árduo caminho até a independência financeira, comecei paralelamente um investimento para minha filha desd…